Mobilidade Urbana, Tráfego e Transportes

A mpt® concebe estratégias para a concretização de um modelo de mobilidade integrada, compatibilizando diferentes escalas da mobilidade e diferentes modos de transporte, promovendo especificamente a utilização das mobilidades suaves e dos transportes públicos, a gestão do estacionamento, logística e segurança rodoviária.

No domínio da mobilidade suave, particularmente nas redes de ciclovias, foram desenvolvidos inúmeros projetos seguindo um planeamento rigoroso, abrangente e polivalente, promovendo soluções transversais em benefício dos agentes envolvidos, em observação dos efeitos da intervenção na hierarquia dos canais de circulação, respeitando particularmente o conforto e a segurança da mobilidade pedonal. A atuação neste âmbito pauta-se também pelas preocupações em torno dos ganhos de conforto, segurança e usabilidade, bem como de eficiência energética, com claros retornos sociais e ambientais.

Por outro lado, a mpt® tem desenvolvido e apurado, nos últimos anos, as metodologias de avaliação e (re)definição de redes de transportes públicos, estando, atualmente, preparada tecnicamente para a prestação de consultoria a municípios, comunidades intermunicipais, áreas metropolitanas e demais organismos públicos e privados na estruturação das suas redes de transportes, dando prossecução ao estipulado no novo Regime Jurídico do Serviço Público de Transporte de Passageiros (Lei n.º 52/2015, de 9 de junho).

Neste particular, estamos aptos para a construção de modelos de transportes através de software de modelação e planeamento de transportes, podendo ser aplicados para avaliação de projetos e políticas de transportes, como para avaliações económicas, da acessibilidade dos diversos modos ou dos outputs energéticos e ambientais.

Estes modelos são especialmente úteis para o auxílio na análise e na avaliação de sistemas, caracterizados por determinadas condições de oferta e procura dos diversos modos (transporte individual ou transporte coletivo), permitindo avaliar os impactes na procura de um modo, face a alterações das condições da oferta introduzidas no sistema de transportes em diversos níveis de análise: microescala – um cruzamento; mesoescala – um bairro ou uma cidade; macroescala – uma região.

 

Neste eixo, trabalhamos as seguintes áreas:

  • Planos de Mobilidade Urbana Sustentável
  • Planos de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável
  • Planos de Mobilidade e Transportes
  • Masterplans de Redes de Ciclovias
  • Planos Municipais de Segurança Rodoviária
  • Implementação do conceito de Zonas 30 (áreas urbanas de tráfego moderado)
  • Projetos de Mobilidade Amigável
  • Projetos de Trânsito, Circulação e Estacionamento
  • Projetos de Sinalização Horizontal e Vertical
  • Eliminação de Pontos de Sinistralidade Rodoviária
  • Definição de Sistemas de Acalmia de Tráfego
  • Elaboração de Posturas de Trânsito